quinta-feira, 24 de julho de 2014
painel.med.br

O painel.med.br é uma ferramenta que utiliza a tecnologia RSS para organizar conteúdos de fontes selecionadas da web.

OBJETIVO: O objetivo desse estudo foi avaliar as taxas de morbidade e de mortalidade da tentativa de reversão do procedimento de Hartmann. MÉTODOS: Foram estudados retrospectivamente 29 pacientes submetidos à operação para reconstrução do trânsito intestinal após procedimento de Hartmann no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais no período de janeiro de 1998 a dezembro de 2006. Foram avaliados dados pré-operatório, intra-operatórios e pós-operatórios. RESULTADOS: A média de idade dos pacientes submetidos à operação para reconstrução de trânsito intestinal após realização de colostomia a Hartmann foi de 52,6 anos, sendo 16 pacientes do sexo masculino (55,2%). O tempo médio da permanência da colostomia foi de 17,6 meses (variando de 1 a 84 meses). O tempo operatório médio foi de 300 minutos (variando de 180 a 720 minutos). O sucesso na reconstrução do trânsito intestinal foi alcançado em 27 pacientes (93%). Dois pacientes apresentaram fístula anastomótica (7%) e seis tiveram infecção de parede (22%). Ocorreu um óbito (3,4%) em paciente com fístula anastomótica e sepse abdominal. Dentre os fatores relacionados ao insucesso na reconstrução da colostomia a Hartmann observou-se associação estatisticamente significativa com a tentativa prévia de reconstrução (p = 0,007), a utilização prévia de quimioterapia (p = 0,037) e o longo tempo de permanência da colostomia (p = 0,025) CONCLUSÃO: O intervalo entre a confecção e a tentativa de reversão não deve ser muito longo e os pacientes devem ser alertados que, numa pequena porcentagem dos casos, a reconstrução do trânsito intestinal pode ser impossível devido às condições locais do reto excluído.
OBJECTIVE: To study was to investigate the associated morbidity and mortality of the restoration of intestinal continuity after Hartmann's procedure. METHODS: Hospital records of 29 patients undergoing surgery to restoration of intestinal continuity after Hartmann's procedure at Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais between January 1998 and December 2006 were retrospectively analyzed. Demographic, morbidity and mortality data were colleted. RESULTS: There were 16 men and 13 women with mean age of 52.6 years. The median time between the Hartmann's procedure and the attempt of closure of colostomy was 17.6 months (range,1-84 months). The median operation time was 300 minutes (range, 180-720 min). The restoration of the continuity was successful in 27 patients (93%). Two patients had anastomotic leakage (7%) and 7 had wound infection (22%). The mortality rate was of 3.4% (1/29 patients). There were association between unsuccessful restoration of intestinal continuity and previous attempt of closure (p=.007), chemotherapy (p=.037) and long term stay with colostomy (p =.007). CONCLUSION: The interval between the Hartmann's procedure and the restoration of intestinal continuity should not be long. The patients should be aware that in some circumstances the restoration of intestinal continuity after Hartmann's procedure is not possible due to local conditions of the rectum.